Últimos assuntos
» Novo blogue: Aves do Menino
por marcomenino Seg Nov 04, 2013 8:16 pm

» Apresentação....Alexandre Almeida
por alex-jose Seg Jul 01, 2013 10:44 am

» Luz Artificial / Extractor
por Agaboy Ter Abr 09, 2013 4:09 pm

» Aves do Miguel
por AVESDOTIRABICOS Sab Fev 16, 2013 11:14 pm

» O melhor nos personatas
por AVESDOTIRABICOS Sab Fev 16, 2013 10:55 pm

» SERÁ QUE AINDA VALE A PENA?
por JSalvado Sex Fev 15, 2013 12:04 am

» Colocação de aves novas em espaço de criação
por JSalvado Qui Fev 14, 2013 11:53 pm

» FOTOS DOS NOSSOS CASAIS - RING NECKS
por orni Ter Jan 29, 2013 11:06 pm

» FOTOS DOS NOSSOS CASAIS - CABEÇA DE AMEIXA
por orni Ter Jan 29, 2013 11:03 pm

» Apresentação do Plantel 2013
por Edgar Tourita Seg Jan 28, 2013 9:06 pm

» Proucuro Agapornis Persontas!
por Miguel Pereira Sex Jan 25, 2013 8:12 pm

» FOTOS DOS NOSSOS CASAIS DE 2013 - RED RUMPS
por Rosibird Qui Jan 24, 2013 11:45 pm

» como funcionam os cites?
por Américo Neves Dom Jan 20, 2013 9:30 pm

» Criações 2013
por Miguel Pereira Sex Jan 18, 2013 1:24 am

Conectar-se

Esqueci minha senha


Será que finalmente se fez Luz?

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Será que finalmente se fez Luz?

Mensagem  ARLINDO PEREIRA em Qui Out 27, 2011 6:16 pm

Boas a todos

Realmente para as Exposições COM não são admitidas aves Brancas ou Albinas .

Sendo um dos maiores factores de julgamento a cor e desenho com 35 pontos , como julgar de facto uma ave que não tem nem uma coisa nem outra ????

Cumprimentos

Arlindo Pereira

www.arlpereira.net
avatar
ARLINDO PEREIRA
Só grita e faz barulho
Só grita e faz barulho

Mensagens : 34
Data de inscrição : 05/10/2011
Idade : 52
Localização : PORTO

Ver perfil do usuário http://www.arlpereira.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Será que finalmente se fez Luz?

Mensagem  ARLINDO PEREIRA em Qui Out 27, 2011 6:28 pm

salvapsita escreveu:Boas
Isto terá que levar uma grande reviravolta ou então os clubes irão deixar de ter Agapornis em exposição,pois as classes da COM estão obsoletas, eu não acho graça nenhuma a estas classes em que lutino,opalinos lutinos e turquesa inos concorrem todos ao molho e fé em Deus.Acho impressionante certas secções terem 500 classes e outras estarem na maneira que estão.Esperamos que o futuro seja risonho principalmente na secção J.

Esta parte possivelmente vai se manter assim , segundo os Standard BVA e agora COM , os Opalinos Inos concorrem com os Inos

Haverá Lutinos , Aqua Ino , Turquesa Ino , Lutino FL e Lutino face rosa

Cps

Arlindo Pereira
avatar
ARLINDO PEREIRA
Só grita e faz barulho
Só grita e faz barulho

Mensagens : 34
Data de inscrição : 05/10/2011
Idade : 52
Localização : PORTO

Ver perfil do usuário http://www.arlpereira.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Será que finalmente se fez Luz?

Mensagem  Salvapsita em Qui Out 27, 2011 6:49 pm

Discordo totalmente
Concorrem na mesma familia em classes diferentes.
É melhor ir ver as classes pois concorrem todos em separado.
ROSEICOLLIS SL INO
A - B Color
10 / 01 lutino
10 / 02 orange face lutino
10 / 03 paleheaded lutino
10 / 04 *albino*
10 / 05 aqua ino
10 / 06 turquoise ino
10 / 07 opaline-ino green
10 / 08 orange face opaline-ino green
10 / 09 paleheaded opaline-ino green
10 / 10 opaline-ino *blue*
10 / 11 opaline-ino aqua
10 / 12 opaline-ino turquoise
10 / 13 cinnamon-ino green
10 / 14 cinnamon-ino *blue*
10 / 15 cinnamon-ino aqua
10 / 16 cinnamon-ino turquoise

_________________
Cumprimentos

Hélder
http://www.salvapsita.webnode.com
avatar
Salvapsita
Já assobia às gajas
Já assobia às gajas

Mensagens : 61
Data de inscrição : 06/10/2011
Idade : 42
Localização : Salvaterra de Magos

Ver perfil do usuário http://www.salvapsita.webnode.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Será que finalmente se fez Luz?

Mensagem  ARLINDO PEREIRA em Qui Out 27, 2011 7:06 pm

Boas

Correcto , eu falei nos Standard e não nas classes , possivelmente os classes COM serão "apenas " as mencionadas nos Standard BVA .

Não será perfeito mas para já é um grande avanço ...

SL Ino (Sexlinked – ino lié au sexe)

Dénomination de la couleur : lutino
Dénomination de la couleur : aqua ino (vert de mer ino )
Dénomination de la couleur : turquoise ino (masque pâle ino)
Dénomination de la couleur : lutino masque orange
Dénomination de la couleur : lutino masque rose


Cps

Arlindo Pereira
avatar
ARLINDO PEREIRA
Só grita e faz barulho
Só grita e faz barulho

Mensagens : 34
Data de inscrição : 05/10/2011
Idade : 52
Localização : PORTO

Ver perfil do usuário http://www.arlpereira.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Será que finalmente se fez Luz?

Mensagem  Salvapsita em Qui Out 27, 2011 7:13 pm

ok Arlindo
mas para isso não copiava o meu post pois está bem explicito classes, eu não falei em standards
Espero que seja um grande avanço cheers
concordo plenamente
senão isto parece a republica das bananas Laughing

abraço

_________________
Cumprimentos

Hélder
http://www.salvapsita.webnode.com
avatar
Salvapsita
Já assobia às gajas
Já assobia às gajas

Mensagens : 61
Data de inscrição : 06/10/2011
Idade : 42
Localização : Salvaterra de Magos

Ver perfil do usuário http://www.salvapsita.webnode.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Será que finalmente se fez Luz?

Mensagem  Ricardo Mendao Silva em Qui Out 27, 2011 7:23 pm

Infelizmente esse problema não apenas da classe J, mas também das restantes. A diferença é que a "pressão" na "Zona J Smile " é maior e as coisas tendem a evoluir.

RMS

_________________
avatar
Ricardo Mendao Silva
Admin

Mensagens : 304
Data de inscrição : 04/10/2011
Idade : 33
Localização : Pontével

Ver perfil do usuário http://www.orniware.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Será que finalmente se fez Luz?

Mensagem  Salvapsita em Qui Out 27, 2011 7:28 pm

Boas Ricardo
Junta te ao clube dos renegados Laughing lol!

_________________
Cumprimentos

Hélder
http://www.salvapsita.webnode.com
avatar
Salvapsita
Já assobia às gajas
Já assobia às gajas

Mensagens : 61
Data de inscrição : 06/10/2011
Idade : 42
Localização : Salvaterra de Magos

Ver perfil do usuário http://www.salvapsita.webnode.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Será que finalmente se fez Luz?

Mensagem  mcamedjay em Qui Out 27, 2011 8:07 pm

Roseicollis do Ricardo escreveu:se formos por esse pensamento da "moda" e " mais dinheiro" temos o caso dos longfeathers que também estão bem mais na moda e vão a exposições e não ficam em casa. E não deve ficar porque é um roseicolli como todos os outros.

Os longfeathers são agora os standard para a exposição, por isso não ficam em casa, digo eu Rolling Eyes

salvapsita escreveu:Boas
Vou dar a minha opinião
Geralmente quem cria aves para expor não as crias por dinheiro(penso eu), mas sim por gosto.Criar aves para expor e depois deixa las em casa não vejo qual será o fundamento.
Eu não estou a criar aves para expor com interesse financeiro, claro que tenho que escoar algumas aves que não são boas para mim pois já tenho de nível superior.
Mas daí criar aves por moda,acho isso muito absurdo.
Se assim é eu amanhã começo a criar outra espécie só por que está na moda.
Isto terá que levar uma grande reviravolta ou então os clubes irão deixar de ter Agapornis em exposição,pois as classes da COM estão obsoletas, eu não acho graça nenhuma a estas classes em que lutino,opalinos lutinos e turquesa inos concorrem todos ao molho e fé em Deus.Acho impressionante certas secções terem 500 classes e outras estarem na maneira que estão.Esperamos que o futuro seja risonho principalmente na secção J.

Eu tenho visto pessoal a criar nigrigenis e lilianae, personatas, e que não expõem (esses é que seguem "modas"), e ainda para mais, não estão a seleccionar nada, misturam duas aves e querem é tirar arlequins, porque são bonitos, e há quem dê dinheiro por eles, isso para mim, não é selecção, chega-se a um ponto, em que não sabes como seriam as aves a nível de desenho morfológico, se teriam boa máscara, se estariam a prolongar a máscara ou a encurtar, se está a perder definição, estar a perder ou a ganhar intensidade de máscara, o mesmo se passa com o os "albinos" que selecção é esta? Queres uma ave toda branca, e o resto? como sabes que a máscara está boa com boa marcação para passar à descendência para o caso de quereres tirar "azuis"?

E quem cria para expor, na minha opinião, não segue modas, porque está a dedicar-se a uma espécie, e a evoluí-la, não vai deitar fora o trabalho feito até agora, para ir seguir uma "moda" nova.

É claro que muitas dessas classes não estão bem definidas, e é bom que se comece a separar

_________________
Cumprimentos
___________________________
Márcio Cardoso Almeida
Médico Veterinário
Especialista em medicina aviária
Endoscopias e medicina preventiva
C.P. 5220
avatar
mcamedjay
Já assobia às gajas
Já assobia às gajas

Mensagens : 60
Data de inscrição : 06/10/2011

Ver perfil do usuário http://psitacideosmcamedjay.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Será que finalmente se fez Luz?

Mensagem  ARLINDO PEREIRA em Qui Out 27, 2011 8:16 pm

Boas Ricardo

Tens toda a razão... , a pressão na " zona J " é grande, mas porquê ????

Porque participam , porque ganham o direito de reclamar , porque procuram melhorar !!!!

Estive hoje no Internacional do Atlantico e tive a prova disso , excelentes J e apenas um exemplo nos K , só lá vi um Bourke .... será que ninguem cria destas aves ???? Rolling Eyes

Será porque não há classes suficientes ???? Crying or Very sad


Cps.

Arlindo Pereira
avatar
ARLINDO PEREIRA
Só grita e faz barulho
Só grita e faz barulho

Mensagens : 34
Data de inscrição : 05/10/2011
Idade : 52
Localização : PORTO

Ver perfil do usuário http://www.arlpereira.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Será que finalmente se fez Luz?

Mensagem  Ricardo Mendao Silva em Qui Out 27, 2011 8:35 pm

ARLINDO PEREIRA escreveu:Boas Ricardo

Tens toda a razão... , a pressão na " zona J " é grande, mas porquê ????

Porque participam , porque ganham o direito de reclamar , porque procuram melhorar !!!!

Estive hoje no Internacional do Atlantico e tive a prova disso , excelentes J e apenas um exemplo nos K , só lá vi um Bourke .... será que ninguem cria destas aves ???? Rolling Eyes

Será porque não há classes suficientes ???? Crying or Very sad


Cps.

Arlindo Pereira

É mesmo isso, enquanto o pessoal dos K, L, M, etc, não começar a expor com força, não existem meios, nem se justifica uma alteração no panorama. Todos nós conhecemos umas dezenas de criadores que trabalham nestas classes e sabemos que a expor estão cerca de 10%.
No entanto, por exemplo, em França (que deve ser o melhor exemplo) onde o número de aves a concurso nestas classes é muito maior, não existem grandes avanços (pelo menos que eu conheça). O exemplo disso é que nem os Franceses que são quem expõe mais K,L,M, tem tido influência ou interesse em mudar o panorama na COM.

RMS
(Engraçado que estava mesmo agora a inscrever os meus K na IberoAves Very Happy)

_________________
avatar
Ricardo Mendao Silva
Admin

Mensagens : 304
Data de inscrição : 04/10/2011
Idade : 33
Localização : Pontével

Ver perfil do usuário http://www.orniware.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Será que finalmente se fez Luz?

Mensagem  Ricardo_Roseicollis em Qui Out 27, 2011 9:39 pm

[quote="mcamedjay"]
Roseicollis do Ricardo escreveu:se formos por esse pensamento da "moda" e " mais dinheiro" temos o caso dos longfeathers que também estão bem mais na moda e vão a exposições e não ficam em casa. E não deve ficar porque é um roseicolli como todos os outros.

"Os longfeathers são agora os standard para a exposição, por isso não ficam em casa, digo eu Rolling Eyes "


e eu disse que deviam ficar em casa???passo a citar "temos o caso dos longfeathers que também estão bem mais na moda e vão a exposições e não ficam em casa E não deve ficar porque é um roseicolli como todos os outros"


Em relação ao serem agora os standard para exposição, só se for para o criador porque para a maioria dos juizes ainda não é.

avatar
Ricardo_Roseicollis
Já assobia às gajas
Já assobia às gajas

Mensagens : 77
Data de inscrição : 06/10/2011
Idade : 37
Localização : Coimbra, Portugal

Ver perfil do usuário http://roseicollis-do-ricardo.webnode.pt/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Será que finalmente se fez Luz?

Mensagem  Rosibird em Qui Out 27, 2011 9:48 pm

Boas.
Isto por aqui animou muito!!!, mas existem duas questões principais neste tema que tem de ser destacadas alem da principal muitas vezes misturada, reproduzir aves e uma coisa, criar aves é outra, e depois temos que vêr como diz a velha maxima que "gostos não se discutem", estar a dizer que este e feio que a outra especie e melhor, etc, não penso que seja importante nem discutivel, agora discutivel e melhoravel são Standards, classes, condições de Exposição, etc.
A questão é que na COM-M se tem o minimo indispensavel para certas especies e por vezes nem isso, porque são poucos os criadores que expoem, ou que criam, etc, isso ja disse muitas vezes cabe aos criadores apareçer e pressionar a que se melhore, oura coisa e a B.V.A., ou qualquer outra sociedade ou clube especializado numa Especie, ai procura-se o melhor, o diferente, o mais colorido, o maior, a novidade, etc, é o expoente maximo que se faz naquela especie, e lá tem ao contrario do que se escreve por aqui como falta de qualidade, ou não julgavel por parâmetros de comparação, e la tem, por exemplo pegando aqui nos ditos brancos, so nesses duas classes, o TurquesaIno "normal", ave branca amarelada e mais uns pos, e noutra tem os *Albinos* a mesma ave só que selecionada fenotipicamente para se chegar a uma ave quase 100% branca, ora porque existem canarios brancos Dominantes e recessivos, aparentemente são iguais, branquinhos e tal, mas se perguntarem a um criadôr tem padrões de criação para uns e outros, de selecção, de higiene e preparação para uma Exposição, muitas pessoas não farão ideia do trabalho que da preparar um Canario branco para ganhar num Mundial, ora claro que os Roseicollis Brancos tem os criterios proprios de selecção para a classe deles e em 20 que la estejam, uns não são branco suficientes, outros estão sujos, outros tem falhas na plumagem que se nota mais que num verde, etc, porque um Roseicolli, Pale Fallow, ou Bronze fallow vale 100 ou 200.00€ quando visualment e muitas vezes pequeno, fraco a plumagem "apenas" difere duma ave verde em dois ou tres pontos, mas esses pontos são a mutação que carega que é dificil, que morrem facilmente por vezes por serem mutações mais debis, o seu valôr e a dificuldade, tem a sua classe la agora num Mundila quantos lá irão para concorrer juntos com outras aves mais fortes geneticamentes e que não lhe permitem ganhar nada?, na BVA te a sua Classe, agora num Mundial dificilmente haverá um dia isso para não dizer nunca, mas podera haver mais alguas coisas alteradas que fazem sentido.
Um Opalino Lutino, para mim faz mais sentido concorrer com um Oplaino Canela, palido etc do que com os Lutinos, porque a propria mutaçaõ tem caracteristicas morfologicas distintas de uma mutação para a outra, por isso normalmente num Mundial ganha um Lutino normal em detrimento de outros Lutinos combinados, poderia estar aqui a escrever folhas inteiras de varios casos, por isso na BVA são cento e tal classes e o mundial são 12 ou 13 e por isso muitos criadores especializados nessas mutações menos normais ou vulgares não vão ao Mundial porque la o trabalho deles não tem hipoteses em termos competitivos, mas tem o seu valor em termos de dificuldade e exigencia, e so encontram isso em clubes especializados ondem encontram o espaço para o seu trabalho.

_________________
Cumprimentos.
Luis Grencho / Rosibird / Criadôr Agapornis - STAM BZ81
avatar
Rosibird
Já assobia às gajas
Já assobia às gajas

Mensagens : 110
Data de inscrição : 05/10/2011
Idade : 46
Localização : Benavente

Ver perfil do usuário http://rosibird.webnode.com.pt/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Será que finalmente se fez Luz?

Mensagem  Ricardo_Roseicollis em Qui Out 27, 2011 9:56 pm

cblampreia escreveu:
Roseicollis do Ricardo escreveu:
Cláudio,

O porte menor dessas aves como é normal, não acredito que seja penalizador. Pelo que já tive oportunidade de observar este ano o maior porte até acaba por ser penalizador numa ave a concurso por incrível que possa ser. Para quem esta a entrar no mundo das exposições é assustador ver certas coisas, dá para pensar 2 vezes se valerá mesmo a pena tanto esforço e dedicação..... affraid confused



Olá

Eu falei em porte e cor. E eles acabam por perder mais em cor até. Eu acho que sei do que estás a falar porque já ouvi umas histórias Very Happy . Mas não nos podemos esquecer que na ficha de julgamento o porte "apenas" vale 15 pontos e a cor 35, logo é normal que uma ave seja mais valorizada pela cor do que pelo porte.


lol! para um bom entendedor meia palavra basta cherry



salvapsita escreveu:Boas
Vou dar a minha opinião
Geralmente quem cria aves para expor não as crias por dinheiro(penso eu), mas sim por gosto.Criar aves para expor e depois deixa las em casa não vejo qual será o fundamento.
Eu não estou a criar aves para expor com interesse financeiro, claro que tenho que escoar algumas aves que não são boas para mim pois já tenho de nível superior.
Mas daí criar aves por moda,acho isso muito absurdo.
Se assim é eu amanhã começo a criar outra espécie só por que está na moda.
Isto terá que levar uma grande reviravolta ou então os clubes irão deixar de ter Agapornis em exposição,pois as classes da COM estão obsoletas, eu não acho graça nenhuma a estas classes em que lutino,opalinos lutinos e turquesa inos concorrem todos ao molho e fé em Deus.Acho impressionante certas secções terem 500 classes e outras estarem na maneira que estão.Esperamos que o futuro seja risonho principalmente na secção J.


100% de acordo.

Enquanto os canários forem o centro das atenções as classes J não vão ser mudadas, porque mais agaporni menos agaporni pouco faz diferença em PT.




ARLINDO PEREIRA escreveu:Boas a todos

Realmente para as Exposições COM não são admitidas aves Brancas ou Albinas .

Sendo um dos maiores factores de julgamento a cor e desenho com 35 pontos , como julgar de facto uma ave que não tem nem uma coisa nem outra ????

Cumprimentos

Arlindo Pereira

www.arlpereira.net


Caro Arlindo,


Na COM não são admitidas porque não tem cor nem desenho?à branco e branco...o algodão não engana tongue

Na BVA que é uma referência ou devia ser, esta ave não vai a concurso?


Finalmente ganhou animo este tópico,ainda bem..é bom para debater ideias, aceitar opiniões, dar opinião, aprender, ensinar, analisar prós e contras, etc..etc.. cheers cheers


1 Abraço.
avatar
Ricardo_Roseicollis
Já assobia às gajas
Já assobia às gajas

Mensagens : 77
Data de inscrição : 06/10/2011
Idade : 37
Localização : Coimbra, Portugal

Ver perfil do usuário http://roseicollis-do-ricardo.webnode.pt/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Classes de exposição

Mensagem  avilandiapt em Ter Nov 15, 2011 12:54 pm

Olá,

Eu venho atrasado mas não deixo de dar opinião.

Já acompanho estes assuntos há uns largos anos e ainda no (antigo) CPJO havia muita discussão sempre que eu dizia que não tinhamos que andar a reboque da COM para nada. Felizmente demorou uns anos mas essa ideia mudou e hoje já encontramos exposições com mais abertura de classes do que as "oficiais" COM-OMJ. Mas é curioso que muita gente não sabe que mesmo nos canários os homens nem sempre estiveram satisfeito com a coisa. O clube de Almada há muitos anos que separa mosaicos macho e fêmea quando nas classes OMJ ainda não era feito. Os italianos faziam o mesmo. Pode-se argumentar que eram interesses comerciais, que seja. Mas faziam!
Os psitacídeos e os exóticos são muito parecidos nesse aspecto. Incluem centenas de espécies muito diferentes. Algumas até concorrem juntas na mesma classe. Nem vou falar nas mutações e combinações.
Falou-se das pressões da secção J. É óbvio que quando em 2001 entrei na exposição da BVA mesmo sem ligar a agapornis num aspecto competitivo e depois de ter visto uns quantos roseicolis "grandes" no mundial do Sta Maria da Feira, fiquei parvo. Claramente era um outro mundo. Nem melhor nem pior, diferente. E aqui não concordo inteiramente com o Luis e com o Arlindo. Acho que os agapornis "normais" devem continuar a ter o seu lugar porque ninguém é obrigado a gostar de longfathers. Da mesma forma que o devem ter os periquitos normais, os mandarins normais e todas as espécies em que a selecção leve ao surgimento de variedades claramente distintas dos "ancestrais" (não gosto do termo mas...)
Porque deixam de ser comparáveis. Mas esses normais são uma boa escola para quem começa e, no meu ver, uma boa forma de atrair e iniciar criadores que poderão evoluir e, se o entenderem, passar para o nivel seguinte. Se faz sentido ou não é discutível, mas mal não vejo que faça, desde que existam, lá está, standards definidos que deixem bem claras as diferenças e tornem inúteis tentativas de mistura.

A formação dos juizes é sempre um assunto difícil. Não é possível pedir a alguém que perceba de centenas de espécies, algumas das quais nunca viu, possivelmente nem em imagens, mas que podem aparecer. Acho as listas de secções um disparate nesse sentido. Incluem tudo, parece um "tratado" de taxonomia de A a Z. Diria que nas secções F e K-M 80% (visão conservadora!) nunca/raramente vão aparecer em exposição.
Ao mesmo tempo nas secções fortemente especializadas como a J ainda não há especialização dos juizes. E estas exigem fortes conhecimentos não só de genética como de selecção.

O problema da COM é que evolui num mundo de canários e se adaptou apenas a isso. Não foi capaz de evoluir ao ritmo dos criadores, muito menos na última década e só agora começa a acompanhar. Nos últimos anos houve alterações consideráveis na postura e abertura, novas classes, etc... A parte de admitirem conselhos técnicos de outras entidades é um sapo difícil de engolir porque implica admitir que outros evoluiram e "sabem" mais do que eles. É a teoria da velha guarda a funcionar. Há uma diferença enorme na abertura dos criadores mais novos que procuram pesquisam, evoluem e criticam, questionam. Se recuarmos 10-15 anos era impensável questionar um juiz. Só um grande criador de renome (que normalmente também era juiz...) tinha esse "direito".
Esta era a posição da COM, numa estrutura algo elitista. Por isso os clubes específicos encontraram maior aceitação nas espécies que eram menos acarinhadas dentro da COM - exóticos e psitacídeos.

No que toca às aberturas, é um processo lento. Eu defendo que estas devem abrir mesmo com pouco afluência de aves. Que essa é uma decisão técnica que deve ser feita numa leitura unicamente técnica quer tenham 1 ave/ano ou 1000/aves por exposição. Se os criadores querem criá-las ou não, é opção deles. Acredito que essa será uma decisão dos criadores e, em última análise, do mercado. Quer se queira quer não há uma parte de mercado nisto.
Claro que também há um trabalho de parte dos criadores. Se levarem as aves ganham força para pedir que o processo mude, seja mais rápido. A COM não está a abrir às "regras" da BVA por reconhecimento de mérito. Está a abrir porque percebeu finalmente que estava ultrapassada e quem quera ver agapornis não ia ao mundial, ia à BVA. Da mesma forma que quem quer ver mandarins vai à NZC e ZFS não ao mundial.

Eu continuo a dizer que os criadores mandam mais do que pensam.

Cumps,
avatar
avilandiapt
Só grita e faz barulho
Só grita e faz barulho

Mensagens : 40
Data de inscrição : 11/11/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Será que finalmente se fez Luz?

Mensagem  Rosibird em Ter Nov 15, 2011 2:15 pm

Boas Ricardo e restantes.
Ricardo concordo em grande parte do que escrevestes, pois estas a par do que sa passa tant nestas classes como nas que participastes em tempo na Expos (tinhas e tens a mesma questão nos Mandarins de Exposição), quando falo nos normais e nos de Exposição (chamar Longfeather por chamar não gosto muito) e não é por sêr Long propriamente e só que ganha a um normal, tem a vêr com Standrds que não existem, tem a vêr com muitas aves ainda medianas que temos por cá pois estas aves ainda são reçentes por cá e em maior numero e as coisas demoram muito a trabalhar e depois vês nas Expos misturas e em alguns casos dificieis de separar neste momento, pois se uma ave muito boa se destingue claramente, aves medianas (como um mandarim mais fraco filho dos grandes), em Expos de menor afulência de aves boas veem-se muitas misturas, nos Piriquitos Ingleses, etc.
Agora não sou contra manter normais e de Exposição separados, mas depois e ja vi muitos exemplos que em nada melhora as coisas nem beneficiam as Expos, nem criadores, bem quem vê, só pioram........
Depois tens questões Genéticas que em certas mutações não fazem sentido numa ave e na outra, "Brancos", Turquesas Violetas e factores Escurecimento, e mais.... que por motivos geneticos nunca serão iguais a um Long em VErde, Lutino, Canela, etc, e vê-se na B.V.A. que continuam a concorrer varias mutaçõpes que não há em Long e continuam a participar e a ganhar..... nas classes adequadas, por isso mais que separar por normais ou Longs, mais importante é adequar as separações e nisso as classes existentes até nem pecam por ter muitas faltas de Classes abertas, pecam mais por classes abertas mal sem fundamneto Genético hoje em dia mais que porvados por quem sabe e por quem eu tenho tentado aprender, sabem o que essa pessoas diz em relação as Classes e a COM aceitar "it is difficult to teach an old dog new tricks", eh, eh, tambem acho um pouco, mas aos poucos e com calma a coisa vai melhorando, e como disses-te passa em muito pelos criadores que muitos tambem não apareçem e não ajudam de forma correcta a fazer pressão nos sitios certos, não chega dizer..... e preciso fazer......

_________________
Cumprimentos.
Luis Grencho / Rosibird / Criadôr Agapornis - STAM BZ81
avatar
Rosibird
Já assobia às gajas
Já assobia às gajas

Mensagens : 110
Data de inscrição : 05/10/2011
Idade : 46
Localização : Benavente

Ver perfil do usuário http://rosibird.webnode.com.pt/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Classes, COM e standars

Mensagem  avilandiapt em Ter Nov 15, 2011 5:14 pm

Olá,

Claro que a evolução leva o seu tempo. Há sempre um grupo de criadores que começa a puxar para outro nível aos poucos.
A questão curiosa aqui com os psitacídeos é que criaram um dinamismo próprio (ao que ajuda a base de coloração ser ligeiramente dos canários) em termos de compreensão e leitura da base genética das aves.
Houve preocupação em olhar para as aves e ver o que eram e como funcionava, não apenas fenotipicamente. Esse trabalho é interessante. Eu percebo que em 1600 ou 1900 fosse impensável, que em 1950 muitissimo complicado e virtualmente impossível. Mas hoje em dia deveria ser parte do trabalho da COM realizar esse processo e meter a genética de canários em ordem. Porque a genética de canários nunca foi organizada e continua a ser usada como referência na abertura de classes. Ainda por cima isso passou por exemplo para os exóticos por analogia. Se existiesse, então quando existem variedades reconhecidas mais vale que se abra a classe e crie o standard. Isso seria uma ajuda enorme a estabilizar e orientar os criadores.

Como dizes (e passando ao português) "burro velho não aprende linguas". E a COM ainda só fala em grande medida a lingua dos canários. Não tem sido fácil entrar nas novas linguas mas já esteve pior, admita-se.

Em relação aos normais. Claro que há classes em que não fará sentido modificar o standard e acompanhar o LF, mas isso é assim porque a BVA compreende bem as aves que cria. A COM não compreende tão bem e a prova disso é por exemplo a ideia da proibição dos malhados em exposição. Não sei se isso significaria ter classes de normais apenas em verdes, etc... Talvez. Para mim seria lógico funcionar ao contrário, admitir todas as variedades (cromáticas) no tipo normal e aceitar as variações de tamanho/porte/estrutura como variedades em si. No caso dos longs justifica a diferenciação, no caso dos mandarins também, noutros eventualmente também. É complexo determinar onde fica o limite de separação que o justifique.
Não me parece que a confusão com intermédios e misturas seja mais confusa para a maioria das pessoas do que a actual estrutura de classes é para quem está fora do esquema. Cada vez que vou a uma exposição fico sempre com a ideia de que o público em geral e iniciantes estão perdidos. Estão a ver "aves", ponto final mas não compreendem porque algumas funcionam em equipas, porque existem n primeiros prémios com aves iguais ou parecidas, etc, etc...
E claro temos a questão das combinações em que é preciso ter algum bom senso. Eu sou mais para o lado de se determinar um limite de combinações/mutações na mesma ave e depois uma classe para as "misturas" ou, em alternativa, deixar que seja claro que o standard determine isso. Agora numa coisa estamos de acordo. A partir do momento em que há classe tem que existir standard.

Em termos de standard o que se passa é que a COM percebeu que as linhas que criou estavam há muito ultrapassadas, sobretudo em exóticos e psitacídeos. A prova disso é que os melhores criadores deixam de ir aos mundiais e concorrem nas específicas e procuram traçar novos rumos fora dos standards. Um facto curioso que aconteceu com os LF e neste momento acontece com mandarins em que algumas das melhores linhas europeias começam a ter cada vez mais sinais de linhas inglesas, mesmo quando essas aves inglesas estão muito fora do standard da COM.
Portanto estão basicamente a seguir o caminho mais simples. Aplicar os standards já feitos dos outros (que são o caminho que os criadores seguiram por si).

Cumps,

avatar
avilandiapt
Só grita e faz barulho
Só grita e faz barulho

Mensagens : 40
Data de inscrição : 11/11/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Será que finalmente se fez Luz?

Mensagem  Rosibird em Ter Nov 15, 2011 11:54 pm

Boas.
"Se existiesse, então quando existem variedades reconhecidas mais vale que se abra a classe e crie o standard." - Isso seria uma ajuda enorme a estabilizar e orientar, Standards oficiais da COM, como pode uma entidade mundial mandar alguem julgar uma coisa que a propria instituição não conheçe nem tem Standards, como me podem dizer a mim que e certo ou errada a ave que apresento a concuro, ora na falta procura-se aonde se faz o melhor trabalho existente em cada especie (Clubes especializados) para poder-mos ter alguma orientação.
"É complexo determinar onde fica o limite de separação que o justifique.", - pois ai e que esta, por isso mesmo a separação por si so e em muitos casos não resolve as confusões nem melhora em nada.
"Portanto estão basicamente a seguir o caminho mais simples. Aplicar os standards já feitos dos outros (que são o caminho que os criadores seguiram por si)." - ja diz o velho ditado.... quando não podes vençê-los , junta-te a eles!!!!

_________________
Cumprimentos.
Luis Grencho / Rosibird / Criadôr Agapornis - STAM BZ81
avatar
Rosibird
Já assobia às gajas
Já assobia às gajas

Mensagens : 110
Data de inscrição : 05/10/2011
Idade : 46
Localização : Benavente

Ver perfil do usuário http://rosibird.webnode.com.pt/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Exposições COM

Mensagem  avilandiapt em Qui Nov 17, 2011 11:19 am

Olá,

Na COM não são admitidas porque não tem cor nem desenho?à branco e branco...o algodão não engana

Penso que o argumento da COM para não aceitar brancos e albinos é a impossibilidade de distinguir hibridos de algumas espécies.
Em alguns casos concordo que faz sentido.

Cumps,

Ricardo M.
avatar
avilandiapt
Só grita e faz barulho
Só grita e faz barulho

Mensagens : 40
Data de inscrição : 11/11/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Será que finalmente se fez Luz?

Mensagem  Rosibird em Qui Nov 17, 2011 11:56 am

Boas.
Pois Ricardo, e o argumento deles e precisamente sem nexo porque depois fazem precisamento o contrario e ainda mais grave, tem uma classe aonde concorrem Personatus e fischeris DEC e Albinos juntos!!!!????, mas falta meter mais uma mutação nesta classe a dos brancos Hibridos das duas especies..... no caso dos Roseicollis apesar de serem brancos são facilmente identificaveis Hibridos com as outras Especies, ja o contrario nem para muita gente nas mutações normais nem Ancestrais, quanto mais em Brancos, la esta mais uma das coisas que ate tem classes, mas que geneticamente não fazem muito sentido por vezes, se formos então a falar de Roseicollis em Turquesa Violetas e factores de escurecimento, e uma salganhada nas Expos, sabem porquê, porque a conjugação de algumas destas mutações não é visualmente identificavel, por isso na BVA só concorrem Roseicollis Violetas que tenham um SF escurecimento e um ou dois factores Violetas para ser identificavel visulamente, la não concorrem Fischeris Pastelinos, pasteisDEC, Decinos, Pastelinodecs e outras coisas do Genero como simples factores Edeged, etc, porque em certas combinações não são claramente visiveis e identificaveis, e para depois não haver enganos, maus Julgamentos, etc, por e simplesmente não concorrem, muitas dessas aves são aves para ter em caa para trabalhar, para Expôr não servem.
Estas e muito mais questões são genetica, o algodão não engana e a genetica tambem não, mas para isso e preciso estudar e saber do que se fala para poder gerir da melhor forma as classes e suas aberturas ou não, não por gostos pessoais, não por ser bonito, mas sim pelo que tem de sêr.

_________________
Cumprimentos.
Luis Grencho / Rosibird / Criadôr Agapornis - STAM BZ81
avatar
Rosibird
Já assobia às gajas
Já assobia às gajas

Mensagens : 110
Data de inscrição : 05/10/2011
Idade : 46
Localização : Benavente

Ver perfil do usuário http://rosibird.webnode.com.pt/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Classes

Mensagem  avilandiapt em Qui Nov 17, 2011 1:16 pm

Olá Luis,

Por isso é que eu disse que concordava com classes desde que "existisse a variedade e fosse definida".
Temos o mesmo problema noutras espécies com combinações que nem o criador sabe o que é quanto mais o juiz...
Nesses casos não são aves para expôr, ponto final, mas como qualquer um pode inscrever e expôr as suas aves de pleno direito é uma questão como dizes que só se resolve com estudo e conhecimento.

Cumps,

Ricardo M.
avatar
avilandiapt
Só grita e faz barulho
Só grita e faz barulho

Mensagens : 40
Data de inscrição : 11/11/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Será que finalmente se fez Luz?

Mensagem  ARLINDO PEREIRA em Qui Nov 17, 2011 1:26 pm

Rosibird escreveu:
, tem uma classe aonde concorrem Personatus e fischeris DEC e Albinos juntos!!!!????,


..... se formos então a falar de Roseicollis em Turquesa Violetas e factores de escurecimento, e uma salganhada nas Expos, sabem porquê, porque a conjugação de algumas destas mutações não é visualmente identificavel, por isso na BVA só concorrem Roseicollis Violetas que tenham um SF escurecimento e um ou dois factores Violetas para ser identificavel visulamente, la não concorrem Fischeris Pastelinos, pasteisDEC, Decinos, Pastelinodecs e outras coisas do Genero como simples factores Edeged, etc, porque em certas combinações não são claramente visiveis e identificaveis, e para depois não haver enganos, maus Julgamentos, etc, por e simplesmente não concorrem, muitas dessas aves são aves para ter em caa para trabalhar, para Expôr não servem.

Boas a todos

Relativamente á classe dos " Brancos / Albinos " de facto ela não existe na COM , e por cá também se pode dispensar ....

Quanto ás restantes mutações " manhosas " de que e amigo Grencho fala não posso estar mais de acordo , nas exposições apenas servem para a confusão ...

_________________
Cumprimentos

Arlindo Pereira
www.arlpereira.net
avatar
ARLINDO PEREIRA
Só grita e faz barulho
Só grita e faz barulho

Mensagens : 34
Data de inscrição : 05/10/2011
Idade : 52
Localização : PORTO

Ver perfil do usuário http://www.arlpereira.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Será que finalmente se fez Luz?

Mensagem  Rosibird em Qui Nov 17, 2011 2:17 pm

Boas.
Os "Brancos" nos Roseicollis pode existir como existe numa BVA em que existe classes para tudo que faça sentido, neste caso é um trabalho de selecção pois como não é um Branco verdadeiro, é visto como um trabalho para lá chegar o mais perto possivel, como é o caso mais recente dos "Blues" que são geneticamente Turquesas, que pelo trabalho de anos de selecção se esta a chegar perto de um Azul visual, estees e outros são trabalhos que valem pela selecção, podem ter classes e podem não ter, não é na verdade op mais essencial para as Expos e ha problemas mais umportantes e pertinentes para tratar primeiro, dai um Clube especializado, que pode abrir a porta ai sim a mais algumas classes pelo seu valôr no trabalho de selecção. Agora na Exposição propriamente dita, basta vêr as aves que ganham ma maior parte das vezes e das classes, são as mutações basicas, e algumas combinações o mais simples possiveis, o resto são a maior parte das vezes para trabalhos mais comerciais e de "brincar com as mutações e a genetica.

_________________
Cumprimentos.
Luis Grencho / Rosibird / Criadôr Agapornis - STAM BZ81
avatar
Rosibird
Já assobia às gajas
Já assobia às gajas

Mensagens : 110
Data de inscrição : 05/10/2011
Idade : 46
Localização : Benavente

Ver perfil do usuário http://rosibird.webnode.com.pt/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Classes

Mensagem  avilandiapt em Qui Nov 17, 2011 7:01 pm

Olá,

Abrir classes sem uma base genética específica é um bocado perigoso. É verdade que algumas variedades podem ser "esticadas" por selecção. É um trabalho interessante, não questiono isso, mas se vamos por ai então seria abrir uma porta a variações diversas conforme o gosto de cada um, que estariam dependentes da estabilidade genética de uma certa linha. Não me parece que seja um bom exemplo. Verdade seja dita esse é na minha opinião um dos principais males dos canários (de cor) em que essa deriva genética se assim quiserem (não é a aplicação técnica do termo mas...) levou ao surgimento de aves com certas caracteristicas que são geneticamente ABCD mas de tal forma "ligados" e acasalados entre si que acabaram por fixar determinadas caracteristicas que se comportam em alguns casos como uma única quando não o são. Isto normalmente associado a nomes comerciais e depois quando há surpresas ninguém percebe nada do que se está a passar.

Além disso um dos problemas de teres muitas classes é que começas a ter classes só com 1 ave. E ai entra a segunda prioridade no meu entender. Que as aves sejam classificadas de forma clara e uniforme segundo critérios bem definidos. Quer exista 1 ou 100 na mesma classe. Infelizmente sobretudo nas exposições mais pequenas há uma certa tendência para se tentar "dar prémios" para os criadores ficarem contentes.
A ideia de que os standards têm de ser "oficializados" é que eu não percebo. Muitas vezes as preferências dos criadores mais "evoluidos" (desculpem o péssimo termo mas percebem a ideia) acabam por ser quase coincidentes. Isso já hoje acontece. Na maioria dos casos a evolução é feita além do standard (dai que estes tenham que ser actualizados de vez em quando). Se não há um "oficial" o pessoal acaba por ir no sentido que acha mais interessante tal como tem acontecido com os criadores de agapornis que seguem a BVA, ou os de mandarins que seguiam a NZC e nos últimos anos começam a olhar além disso para a ZFS, porque o nivel "interno" já estava altissimo.

Eu vou mais para a tua afirmação de que "há coisas mais importantes e pertinentes para tratar primeiro". Não é por haver um clube específico que estas questões se resolvem. É por existirem criadores capazes, dedicados e conhecedores. E esses, melhor ou pior, existem com ou sem clubes, com mais ou menos classes para concorrer, com mais ou menos misturas. Tudo o resto iria facilitar o seu trabalho sem dúvida mas não é a base. Mesmo sem standards criam-se aves, mesmo sem exposições criam-se aves, mesmo sem juizes criam-se aves...

Só vos digo mais uma coisa. Olhem para a idade média dos criadores de canários e para a idade média dos criadores de exóticos e psitacídeos e percebem a diferença de dinamismo. Eu acho MUITO curioso que clubes e acima de tudo nenhuma das federações alguma vez tenham feito um levantamento estatistico deste tipo de dados sobre os seus criadores.

Sem criadores não há nada disto, mas sem qualquer uma delas há criadores na mesma.

Cumps,

Ricardo M.
avatar
avilandiapt
Só grita e faz barulho
Só grita e faz barulho

Mensagens : 40
Data de inscrição : 11/11/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Será que finalmente se fez Luz?

Mensagem  Ricardo_Roseicollis em Sex Nov 18, 2011 6:49 pm

Se não existe cá secção para os "Albinos", é uma questão de ser criada, é um Roseicolli como todos os outros e tem o direito de participar.

Não confundam "gostos" com direito de participar.

penso que era urgente modificar , acrescentar, secções onde concorrem opalinos com normais, exemplos, INOS, Pálidos, Canelas... Separar os Turquesas Violetas para um secção.

Existe uma secção para os FL Verdes (J4), também devia existir para os INOS, um Ino fv é uma coisa um Ino de fl é outra.

Colocar a balança um pouco mais justa, fosse motivo para os criadores levarem mais aves a concurso e com classificações mais justas.

Qual a vossa opinião do que devia ser mudado/acrescentado?
avatar
Ricardo_Roseicollis
Já assobia às gajas
Já assobia às gajas

Mensagens : 77
Data de inscrição : 06/10/2011
Idade : 37
Localização : Coimbra, Portugal

Ver perfil do usuário http://roseicollis-do-ricardo.webnode.pt/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Será que finalmente se fez Luz?

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum